Grupos da Região

  • Bom Sucesso do Sul - PR

bom sucesso_do_sulO que diferencia o grupo de Lareira de Bom Sucesso do Sul, é a disposição e a boa vontade. Sempre que for necessário se unir em prol de um trabalho comunitário, a turma não escolhe tarefa. Arregaça as mangas e vai embora.

 

Prova cristalina desse trabalho está na participação dos lareiristas nas atividades da comunidade da Paróquia Nossa Senhora de Bom Sucesso.

 

Vários Ministros Extraordinários da Eucarestia fazem parte do movimento. A coordenadora da Catequese também veste a camiseta vermelha. É responsabilidade da Lareira ainda, a coordenação da Pastoral Familiar, junto a Diocese. A turma está presente no Conselho de Pastoral, na Lituriga e sobretudo nos trabalhos para os festejos em louvor a São Roque, que ocorrem no mês de agosto.

 

 

  • Comunidade de Sant'Ana - SC

santa anaMesmo sendo uma pequena comunidade do interior, a Capela de Sant'Ana - Paróquia de São Lourenço do Oeste - mantém um grupo de Lareira bastante unido e muito ativo.

 

Os lareiristas são responsáveis pela liturgia do Culto Dominical,sempre  que o calendario  do mês tiver cinco semanas. O grupo ainda ajuda na catequese, nas festas comunitárias e outras atividades. É responsabilidade dos lareristas, por exemplo, a encenação na Noite de Natal, e na Semana Santa, o grupo organiza uma das liturgias.

 

A maioria dos Ministros Extraordinários da Eucarestia, fazem parte do movimento. Mas a turma, de um modo geral, se envolve também na equipe de canto e ajuda nas mais diferentes tarefas que eventualmente forem surgindo.

 

 

  • Clevelândia - PR

ClevelandiaO Grupo de Lareira da cidade de Clevelândia trabalha com unidade e  se mantém ativo, participando de diversas atividades junto a comunidade, principalmente da Paróquia Nossa Senhora da Luz, organizando a liturgia de duas missas mensais (todo quarto sábado e na segunda terça-feira do mês).

 

É responsabilidade da Lareira a coordenação do Curso de Noivos da Paróquia.

 

A reunião mensal do grupo ocorre todo o quarto sábado, após a Missa das 19:00 horas. Mas os clevelandenses também confraternizam, prova disso é a animada e bonita festa que realizam todo ano, por ocasião do encerramento, em clima de Natal e Ano Novo.

 

 

  • Coronel Domingos Soares - PR

Coronel Domingos_SoaresO grupo de Lareira de Coronel Domingos Soares - Paróquia Nossa Senhora de Fátima, encontra-se desativado.

 

Mas o pessoal está  disposto a recomeçar. Contatos estão sendo mantidos, no sentido de reativar o movimento.

 

 

  • Coronel Vivida - PR

Coronel Vivida

Falar da Lareira de Coronel Vivida, é falar de participação, perseverança, fraternidade e trabalho. O grupo de lareiristas vividenses tem ativa participação nos trabalhos da comunidade.

 

Estão divididos em três grupos. Todo mês, um é responsável pela organização de uma reunião geral. Vários temas são trabalhados: espiritualidade, palestras, estudo biblíco, orações e outros.

 

Além da Equipe de Liturgia, a turma tem ativa participação nos encontros de Noivos e Legetimandos, na Pastoral Familiar, do Dízimo e do programa de Rádio - Voz da Esperança. A participação na festa do padroeiro, São Roque, em agosto é de fazer inveja.

 

O grupo tem frequentes encontros para confraternizar, dialogar e se divertir. No final da tarde de toda a primeira quarta-feira do mês, acontece o tradicional chimarrão, no Centro Comunitário. Realizam ainda a Festa Junina, o Lareirão e o no mês de abril o Baile da Lareira.

 

Em resumo, é um trabalho que tem muito a contribuir para a formação, fortalecimento e fidelidade na família e das famílias, fazendo assim, crescer o sentido religioso de cada um.

 

 

  • Formosa do Sul - SC

formosa do_sulA pequena mas acolhedora cidade de Formosa do Sul é uma das pioneiras na região oeste catarinense em organizar um grupo de Lareira. É o grupo mãe de tantos outros que foram surgindo na região. Talvez por isso, a participação lá é bastante   acentuada.

 

Os lareiristas, junto a comunidade - Capela São Cristóvão - Paróquia de Quilombo - tem um trabalho de fazer inveja. São responsaveis pelo curso de batismo, Equipe de Canto e ajudam nas liturigas dos cultos dominicais.

 

Cinco Ministros Extraordinários da Eucarestia, fazem parte do movimento, dentre estes, um é preparado para realizar batizados e outro celebrar casamentos. Na cidade, são cinco pequenos grupos, e um sexto que está se formando no município de Irati -  Capela Imaculada Conceição. Uma reunião geral é realizada a cada 60 dias.

 

 

  • Foz do Jordão - PR

Foz do_JordaoO movimento de Lareira iniciou em Foz do Jordão, por iniciativa do casal Ari e Eloá Ecco, que ao chegarem à cidade, procedentes de Coronel Vivida, tinham na bagagem uma boa experiência, por isso, foram logo se organizando, no sentido de formar um grupo de Lareira na cidade.

 

Foi aí então, que os primeiros casais vieram fazer a Lareira em Pato Branco e aos poucos o grupo foi crescendo, tomando forma e se estruturando. Hoje, com uma bela caminhada, o pessoal tem muitas atividades junto à comunidade da Paróquia São Pedro. Seus integrantes estão presentes na catequese, no conselho de Pastoral, como Ministros da Eucaristia e em inúmeras outras atividades.

 

Por ocasião dos festejos de São Pedro e São Cristóvão, os lareiristas organizam o chamado “binguinho” e estão na vanguarda de diversas frentes de trabalho. O grupo realiza uma reunião mensal, a qual acontece toda a última segunda-feira do mês.

 

 

  • Honório Serpa - PR

Honorio SerpaO Grupo da Lareira de Honório Serpa é afilhado de Mangueirinha. Foi um Grupo bastante ativo até bem pouco tempo atrás, enfrentou no entanto algumas dificuldades e chegou a estar totalmente desativado, mas graças ao empenho e o esforço de alguns casais e principalmente do pároco atual, Pe.  Edmilson, o trabalho recomeçou, após a visita de alguns casais ligados a coordenação regional de Pato Branco.  Dia a dia é possível observar o crescimento do grupo com o retorno dos casais lareiristas. A turma  é responsável pela liturgia da Missa  da noite do 4º sábado do mês, a qual é celebrada às 19:30 horas durante o horário de verão e às 19:00 horas, durante o horário normal. Independente disso, vários integrantes do Movimento respondem por diferentes atividades junto a Paróquia Nossa Senhora Mãe dos Pobres, como catequese, pastorais, cursos e sobretudo como Ministros Extraordinários da Eucaristia.

 

 

  • Jupiá - SC

jupiaO grupo de Lareira de Jupiá, Capela Nossa Senhora de Fátima - paróquia de Galvão (SC), recentemente desmenbrado de São Lourenço do Oeste, é o caçula da turma, mas nem por isso menos ativo.

 

É responsabilidade do grupo a Liturgia da Missa das 09:00 horas, no terceiro domingo do mês. Além disso, a Lareira assumiu a responsabilidade de acompanhar o Grupo de Jovens da comunidade, dando o apoio e a orientação necessária em suas atividades.

 

Membros da Lareira, integram o Conselho de Pastoral, auxiliam na catequese e atividades outras. É marcante a presença dos lareiristas, de um modo geral, nos festejos da padroeira no mês de maio.

 

 

  • Mangueirinha - PR

MangueirinhaA turma da Lareira de Mangueirinha definiu o terceiro sábado do mês, para a realização da reunião mensal, congregando os quatro grupos existentes na cidade. É a oportunidade em que trocam idéias e definem prioridades para as inúmeras atividades desenvolvidas pelos lareiristas.

 

Já é tradição na cidade, o Porco a Paraguai, que acontece anualmente no dia sete de setembro. É da mesma forma, muito importante a participação de todos, nos festejos da Paróquia Imaculada Conceição. São duas festas no ano, a da padroeira em dezembro; e a do meio do ano, quando é feita a Festa da Colheita e do Divino, geralmente em final de maio ou início de junho.

 

Afora isso, a Lareira marca presença através de seus integrantes nas mais diferentes atividades e pastorais, como Catequese, Pastoral Familiar, Dízimo, Conselho de Pastoral e a importante participação dos Ministros Extraordinários da Eucaristia.

 

 

  • Mariópolis – PR

 

  1. igreja mariopolisA Paróquia São Francisco de Sales de Mariópolis, já teve um Grupo de Lareira dos mais atuantes da nossa região. Foram centenas  de casais que  fizeram a Lareira na vizinha cidade. Por fatores, que não vem ao caso, o movimento foi perdendo força e conseqüentemente os casais foram se afastando. Com apoio do atual Pároco, Pe. Adilson, o movimento começou a tomar fôlego e com isso reiniciar um trabalho. Alguns casais de Pato Branco, liderados por Jonas e Maria Inês, estiveram presente na reunião, e a chama da Lareira foi reacendida. Tomados de entusiasmo, um pequeno grupo assumiu o comando e vem fazendo importante trabalho com o propósito, de reativar novamente o Grupo de Lareira da cidade. Prova cristalina está no resultado que vem sendo apresentado. Novos casais foram convidados a fazer o retiro agora em setembro e o grupo  está estruturado, tendo assumido inclusive, algumas tarefas junto a Paróquia. Já está na escala de Missas da Equipe Litúrgica e em algumas atividades outras. A disposição e o empenho do pessoal tem sido a tônica, no sentido de resgatar velhos companheiros de jornada.
 
  • Palmas - PR

PalmasA Lareira na cidade Palmas está dividida em três grupos, sendo que cada um desses grupos realiza sua reunião mensal. O Grupo todo, no geral,  se encontra em reuniões pré agendadas, quando houver necessidade.

 

Além da participação na liturgia da Missa e da coordenação geral dos cantos, a Lareira de Palmas tem inúmeras outras atividades comunitárias, a destacar a participação na tradicional Festa da Costela, que acontece anualmente no dia 1 de maio em prol do Seminário São João Maria Vianey.

 

A equipe da Lareira é responsável pelo lançamento da festa, com a realização de uma concorrida macarronada. A turma também tem ativa participação na festa do padroeiro Senhor Bom Jesus, no dia 06 de agosto. Afora estas atividades, os lareiristas de Palmas, individualmente, desenvolvem e participam de diversos outros trabalhos junto à comunidade.

 

 

  • Quilombo - SC

QuilomboOs primeiros casais de Quilombo a participrarem do Movimento de Lareira, foram convidados por lareiristas de Formosa do Sul.

 

A semente caiu em terreno fértil. Hoje o grupo da Paróquia Santa Inês, é um grupo atuante e muito participativo, já levou o movimento até a cidade de Santiago do Sul, sendo que alguns casais de Chapecó, São Miguel do Oeste e Rio do Sul também estão participando.

 

O grupo realiza uma reunião mensal e participa de várias frentes de trabalho junto a comunidade. A Lareira é responsável pela liturgia de uma Missa mensal e está presente em diversas pastorais e trabalhos outros, como: Catequese, Pastoral do Dizimo, Conselho de Pastoral, Equipe de Canto, alem de uma presença forte nas festas comunitárias.

 

O grupo tem freqüentes encontros, para confraternizar, amadurecer, dialogar e se divertir. No momento também, estão enganjados com a comunidade toda, em prol da construção da nova Casa Paroquial.

 

 

  • São Lourenço do Oeste - SC

Sao Lourenco_do_OesteO grupo de Lareira de São Lourenço do Oeste-SC, Paróquia São Lourenço é de grande atuação. Dos casais que fizeram a Lareira em Pato Branco, a participação nas reuniões, trabalhos e atividades diversas é de mais de noventa por cento. A reunião mensal acontece toda a segunda segunda-feira de cada mês, no Centro Comunitário da Capela Santa Catarina.

 

O grupo fica responsável pela liturgia das Missas, inclusive com os cantos, sempre que é solicitado. A paróquia faz uma espécie de rodízio, incluindo inclusive as comunidades do interior. Os lareiristas realizam anualmente, um animado baile, sempre no mês de setembro. Foi em setembro também que quatro casais estiveram participando do 1º Congresso Nacional da Lareira, realizado na cidade de Blumenau-SC.

 

Afora estas atividades todas, o grupo tem participação nos festejos do padroeiro, no mês de agosto, alem de encontros de confraternização e reuniões diversas; de estudos, bate-papo e trabalho. 

 

grupo sao_lourenco

Grupo de Lareira de São Lourenço do Oeste (SC), em recente reunião, no Centro Comunitário do Bairro Santa Catarina.

      

I Congresso_Blumenau

Por ocasião do 1º Congresso Nacional em Blumenau (frei Álido – de camisa branca), um dos  fundadores do movimento e dois casais de São Lourenço que estiveram participando do Encontro.

 

 

 

 

I Congresso_Blumenau_Comissao_Organizadora

Flagrante da equipe que organizou o Congresso Nacional de Blumenau.

   

 

 

  • Vitorino - PR

VitorinoO número de lareiristas de Vitorino é bastante expressivo.  A participação em reuniões e atividades de um modo geral, sempre contou com bom número de participantes. No momento o grupo trabalha na recuperação de casais que andam afastados.

 

A Liturgia da Missa do primeiro sábado de cada mês é responsabilidade da Lareira. O pessoal não se entrega e continua pegando firme. O presépio na Matriz para o Natal 2012 foi montado pela equipe da Lareira, com apoio da Jornada Jovem. Por ocasião da Festa do Padroeiro, Senhor Bom Jesus, em agosto, no tríduo preparatório, a Lareira é responsável pela Noite do Pastel, também em conjunto com a Jornada.

 

Afora isso, de forma individual, alguns integrantes desempenham outras atividades, seja em pastorais ou em eventos comunitários.

 

 

Compartilhar

Site melhor visualizado em 1024x768 ou superior!